Mensagem da Presidência da IECLB para o Dia da Reforma - 2018

 
 
Estimados membros da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil!
 
Irmãos e irmãs em Jesus Cristo!
 
Há um ano, vivíamos intensamente o Jubileu dos 500 anos da Reforma. Em 2018, primeiro ano dos “outros 500”, a IECLB esteve reunida no XXXI Concílio, realizado entre os dias 17 a 21 de outubro. O tema do Concílio dizia assim: Viver o Evangelho: empatia, compaixão, comunhão...
 
Inspirados por esse tema, Delegados e Delegadas do XXXI Concílio cantaram, oraram, estudaram, refletiram, debateram e decidiram. Dentre as decisões tomadas pelo Concílio, destacamos:
 
  • a aprovação do Plano Missionário da IECLB para o período de 2019 a 2024, priorizando a Educação Cristã Contínua, a Formação Ministerial, o Culto e a Comunicação;
  • a renovação e o fortalecimento da evangelização, a busca de novas áreas de missão, a valorização da diversidade e o protagonismo juvenil;
  • a elaboração e o desenvolvimento de uma Política de Justiça de Gênero;
  • a implementação do Ministério Compartilhado;
  • a elaboração, via Conselho da Igreja, de um Manifesto acerca do momento vivido em nosso país, a exemplo do Concílio de 1970, que emitiu o chamado Manifesto de Curitiba.
 
Nesse Concílio, também tivemos Eleições para o Mandato da Presidência da IECLB no período de 2019 a 2022: para Pastor 2º Vice-Presidente, o Concílio elegeu o P. Dr. Mauro Batista de Souza, para Pastor 1º Vice-Presidente, foi eleito o P. Odair Airton Braun e, para Pastora Presidente, foi eleita a Pa. Sílvia Beatrice Genz (foto acima).
 
A Mensagem do XXXI Concílio destaca: “Nesta mesma cidade, por ocasião do Concílio de 1970, a IECLB, enquanto Igreja de Cristo, manifestou o seu compromisso com a garantia de vida digna para todas as pessoas, ao afirmar que nem situações excepcionais podem justificar práticas que violam os direitos humanos (Manifesto de Curitiba-IECLB/1970). No atual contexto brasileiro, o desafio permanece: em resposta ao amor de Deus, a IECLB afirma a sua Missão de promover a justiça, a paz e o amor, sem se conformar com as injustiças, exercendo voz profética. Afinal, é preciso que o mal do mundo não nos pareça normal.
 
Como pessoas luteranas, portanto comprometidas com a Missão de Deus, o chamado é para viver o Evangelho com o olhar para além de nós, de maneira compassiva, em parceria no caminhar, lado a lado, com vidas em comunhão. Esse é o imperativo evangélico e a resposta da IECLB em uma realidade sedenta de referências tais como ‘ovelhas sem pastor’ (Marcos 6.34).
 
Neste ano, o primeiro dos “outros 500”, reafirmamos a Boa Nova da redescoberta do Evangelho, a graça radical, a misericórdia de Deus revelada em Jesus Cristo. O rosto de Deus que se revela em Jesus se inclina para lá, onde nós resistimos em olhar. Eis a sua profunda e comovedora empatia! A sua atitude compassiva perdoa pecados, restaura a dignidade das pessoas desprezadas, daquelas que supostamente não o merecem. Em Jesus, Deus se torna próximo do ser humano, se humaniza para nos humanizar, vem para ser o Deus conosco. Em razão disso, foi injuriado, inclusive pelos seus conterrâneos em Nazaré. Sim, a graça radical vivida por Jesus escandalizou. Que bom que ela continua escandalizando!
 
Viver o Evangelho de Jesus Cristo nos coloca no caminho da empatia e da compaixão que constroem comunhão em Comunidade. O Evangelho nos coloca na contramão de toda a lógica que vivemos no momento atual, não só no Brasil, mas no mundo!
 
Ao afirmar que queremos “viver o Evangelho” de Jesus Cristo com empatia, compaixão, comunhão, nos colocamos ao caminho da Missão que Deus confiou à IECLB!
 
Que o Senhor da Igreja, aquele que a conduz, abra os nossos olhos para novos caminhos, nos dê a coragem para irmos por aonde o Espírito Santo nos quer conduzir, nos ajude a refletir acerca dos desafios que o momento nos coloca, nos inspire e capacite para darmos conta da Missão que Ele confiou à IECLB, nos ajude a assumir a responsabilidade como cidadãos e cidadãs.
 
Que a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guarde os nossos corações e as nossas mentes em Cristo Jesus, nosso Senhor. Amém!
 
P. Dr. Nestor Friedrich
Pastor Presidente da IECLB
 
Reforma
31 de outubro de 2018
 
Fonte: IECLB
Foto: Reprodução