fbpx

“108 Horas de Paz” conta com a presença do CONIC

 
Entre os dias de 27 de dezembro de 2018 e 1 de janeiro de 2019, o Centro de Estudos Budistas Bodisatva e o Instituto Caminho do Meio promoveram o evento 108 Horas de Paz. 
 
A ideia foi aproveitar o momento de “virada de ano” para avaliar o período que passou e, nas palavras da organização, “sonhar com um futuro melhor para nós mesmos, para as pessoas ao nosso redor, para a sociedade e para o meio ambiente”. O evento contou com a participação de diversas pessoas que, com ideias e propostas inovadoras, enriqueceram as reflexões. 
 
No segundo dia de atividades, 28/12, o CONIC esteve representado pela presidente do CONIC-RS representante do Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa do Ministério dos Direitos Humanos, Edoarda Scherer. Trabalhando o tema Redes de Diálogo e Ação Social, a mesa do dia foi composta pelo historiador Luiz Gonzaga Souza Lima, professor Juarez Freitas, monge Marcelo Barros, Lama Padma Samten, além da representante do CONIC.
 
 
“É necessário, mais do que nunca, estarmos unidos de forma resiliente, para que possa ser feita uma autocrítica consciente que busque por caminhos de superação aos inúmeros desafios que colocam em evidência a perspectiva do que é ser cristão na sociedade brasileira”, disse Edoarda.
 
Sobre a importância da representação do Conselho Nacional de Igrejas no evento, ela explicou que “como CONIC, estar em um diálogo profundo e agenda de ações comum com demais crenças e religiosidades implica em professar a essência de nossa missão: a do anúncio do amor, traduzido pela busca da paz marcada pela justiça e busca de direitos”.
 
“Cada um de nós pertence a diferentes tradições, diferentes lugares, mas que a gente não se perca nisso. Que a diversidade das tradições seja nossa generosidade. E que consigamos nos unir em visões elevadas a partir de qualidades elevadas”, defendeu Lama Padma Samten.
 
A cobertura completa das 108 Horas de Paz você confere aqui: FB/revistabodisatva
 
CONIC com informações da Revista Bodisatva
Fotos: Kátia Kraemers