fbpx

Consulta Internacional de Liturgia Anglicana - Hong Kong, 2019

 
A Consulta Internacional de Liturgia Anglicana (CILA) esteve reunida em Hong Kong, de 21 a 25 de janeiro de 2019, sendo calorosamente recebida pela Hong Kong Sheng Kung Hui. O Escritório da Comunhão Anglicana foi representado na reunião pelo Rev. Neil Vigers, Executivo do Programa para Unidade, Fé e Ordem. Também havia membros representantes de 21 Igrejas da Comunhão. Metade dos participantes estavam se juntando à Consulta pela primeira vez. 
 
Durante a semana, o ofício diário foi oficiado por equipes das várias regiões da Comunhão. A Consulta teve a honra de ser convidada pelo Primaz, Arcebispo Paul Kwong, para uma celebração da Eucaristia presidida por ele. O ofício celebrou a memória da Rev. Florence Li Tim-oi, na véspera do aniversário de sua ordenação, em 25 de janeiro de 1944. Ela foi a primeira mulher a ser ordenada ao sacerdócio na Comunhão Anglicana. A reunião também teve o prazer de se juntar à congregação da Catedral de São João e à comunidade cristã mais ampla de Hong Kong em uma liturgia para a Semana de Oração pela Unidade Cristã.
 
Relatórios das Igrejas e Províncias
 
Os relatórios provinciais indicaram um movimento significativo em várias províncias no tocante à revisão de livros de oração, hinários e textos litúrgicos, que enfatizaram a importância da CILA em relação ao compartilhamento de conhecimento, recursos e processos. No contexto da revisão de calendários, várias províncias têm considerado maneiras de incorporar santos, santas e mártires locais e indígenas.
 
Várias Igrejas relataram sobre o trabalho que estavam realizando em relação a referências de gênero para Deus, particularmente em textos em línguas neolatinas. A partir desses relatos de contextos muito diferentes, reconheceu-se que as questões levantadas pela linguagem inclusiva e pelas linguagens de gênero exigiam respostas cuidadosas e contextualmente apropriadas sobre as quais trabalho adicional seria necessário.
 
A Consulta também recebeu um relatório da Rede Litúrgica Anglicana da Ásia Oriental, que havia sido estabelecida em 2017 na Coréia e se reuniu para sua primeira conferência em 2018 no Japão.
 
Trabalho quanto a orações pela unidade na Comunhão
 
A pedido do Grupo de Trabalho dos Primazes, a reunião se empenhou em preparar recursos e material litúrgico relative ao conceito de unidade da Comunhão Anglicana. Esse trabalho foi realizado durante a semana de oração pela unidade das pessoas cristãs, reconhecendo que, como anglicanos(as), nossos próprios ‘laços afetivos’ foram testados nas últimas décadas.
 
A unidade, no entanto, não pode significar uniformidade, já que as muitas culturas, idiomas e formas de incorporar e ampliar as tradições anglicanas que herdamos, crescem cada vez mais diversificadas. O Grupo de Trabalho dos Primazes pediu à CILA material que pudesse ser incluído tanto na celebração eucarística como nos ofícios da palavra. A reunião não forneceu ofícios completos de nenhum tipo.
 
Declarações anteriores da CILA, especialmente as de Praga e Dublin, oferecem diretrizes para a estrutura litúrgica e para elementos típicos que podem ser incluídos em liturgias eucarísticas e outras. Em vez disso, a reunião desenvolveu uma série de recursos litúrgicos de diferentes tipos, havendo também a sugestão de leituras bíblicas e sentenças das Escrituras para uso em liturgias onde a unidade, e a unidade da Comunhão em particular, é o tema.
 
Formação litúrgica e educação teológica
 
Na Consulta de Montreal, em 2015, os relatórios das províncias expressaram preocupação com o treinamento e formação litúrgica inadequados do clero e lideranças leigas, e que a educação litúrgica não era mais vista como prioridade em muitos seminários e esquemas de treinamento ministerial. Levando em consideração essas preocupações, uma parte significativa do trabalho em Hong Kong foi destinada a fim de considerar os elementos centrais e o contexto da formação litúrgica para o ministério.
 
A Consulta começou seu trabalho em ouvir os diferentes contextos em que a formação litúrgica está ocorrendo. A partir desses diferentes contextos, a reunião identificou as principais competências teológicas e práticas que são essenciais em todas as Igrejas da Comunhão Anglicana. Parte deste trabalho está sendo relatado para a Educação Teológica para a Comunhão Anglicana (TEAC), uma vez que eles dão mais atenção a requisitos das grades de várias formas de ministério e discipulado cristão nas Igrejas da Comunhão Anglicana.
 
Levar a palavra adiante
 
O trabalho da reunião foi, agora, passado ao Comitê Diretivo, que apresentará declarações completas para apresentação ao Conselho Consultivo Anglicano (ACC) em sua reunião em Hong Kong no final deste ano.
 
Reunião Diretiva
 
A reunião aceitou uma resolução do Comitê Diretivo a fim de clarificar regras da rede e confirmar que o Comitê Diretivo pode cooptar indivíduos para ajudar em temas específicos de trabalho, ou na coordenação e planejamento de uma reunião da Consulta. A reunião também aceitou uma resolução adicional que obriga o(a) Presidente(a) que está no final de seu mandato da CILA a continuar, ex-officio, como membro do Comitê Diretivo por um curto período de tempo, a fim de garantir que o trabalho realizado em uma reunião seja concluído e relatado. A reunião também elaborou uma resolução para o ACC sobre o compartilhamento de material litúrgico entre as Igrejas da Comunhão. A reunião elegeu quatro novos membros para o Comitê Diretor.
 
Os membros integrais do Comitê de Direção nomeado para servir a CILA a partir desta reunião são:
 
Christine Benoit (nova) – Igreja Anglicana do Oceano Índico
Luiz Coelho (novo) – Igreja Episcopal Anglicana do Brasil
Dane Courtney – Igreja Anglicana da Austrália
Keith Griffiths – Igreja Anglicana do Sul da África
Simon Jones (novo) – Igreja da Inglaterra
Chun Wai Lam (novo) – Hong Kong Sheng Kung Hui
Lizette Larson-Miller – Igreja Anglicana do Canadá (ex-officio)
Cynthia Botha – Igreja Anglicana do Sul da África (Secretária)
Neil Vigers- Escritório da Comunhão Anglicana
Participantes da Consulta
Fereimi Cama – Igreja Anglicana em Aotearoa, Nova Zelândia e Polinésia
Chris Chataway – Igreja Anglicana da Austrália
Doug Morrison-Cleary – Igreja Anglicana da Austrália
Elizabeth Smith – Igreja Anglicana da Austrália
Dane Courtney – Igreja Anglicana da Austrália
Luiz Coelho – Igreja Episcopal Anglicana do Brasil
Douglas Fenton – Igreja Anglicana do Canadá
Lizette Larson-Miller – Igreja Anglicana do Canadá
Brighton Malasa – Igreja da Província da África Central
Lakshman Daniel – Igreja do Ceilão
Harvey Howlett – Igreja da Inglaterra
Simon Jones – Igreja da Inglaterra
Chun Wai Lam – Hong Kong Sheng Kung Hui
Christine Benoit – Igreja Anglicana do Oceano Índico
Gilbert Rateloson – Igreja Anglicana do Oceano Índico
Gerald Field – Igreja da Irlanda
Alan Rufli – Igreja da Irlanda
Nak-Hyon Joseph Joo – Igreja Anglicana da Coréia
Stephen Ofo-Ob – Igreja Episcopal nas Filipinas
Shintaro Ichihara – Nippon Sei Ko Kai (Comunhão Anglicana no Japão)
Ryo Nagatani – Nippon Sei Ko Kai (Comunhão Anglicana no Japão)
Saya Ojiri Nippon – Sei Ko Kai (Comunhão Anglicana no Japão)
John Davies – Igreja Episcopal Escocesa
Moses Chin – Igreja da Província do Sudeste Asiático
Bismark Avokaya – Igreja Episcopal do Sudão do Sul
Cynthia Botha – Igreja Anglicana do Sul da África
Keith Griffiths – Igreja Anglicana do Sul da África
Daniel Musa – Igreja Episcopal do Sudão
Bruce Jenneker – Igreja Episcopal
Jason Lucas – Igreja Episcopal
Ruth Meyers – Igreja Episcopal
Catherine Haynes – Igreja no País de Gales
Neil Vigers  – Escritório da Comunhão Anglicana
 
Fonte: IEAB
Foto: Reprodução