fbpx

XVIII Assembleia do CONIC – Celebração Ecumênica

 
Unidade na diversidade, apontando para a esperança. Assim podemos resumir a Celebração Ecumênica realizada na noite desta terça-feira, 28 de maio, no âmbito da XVIII Assembleia Geral do CONIC. O momento contou com momentos de partilhas e muita comunhão.
 
Ao som de “Por isso vem, entra na roda com a gente” todos e todas foram acolhidos e acolhidas. A mística da noite foi pensada pelas pastoras Romi Bencke e Lusmarina Campos Garcia, e refletiu a importância da diversidade, do diálogo com o que é diferente e da comunhão sem reservas. O momento foi ilustrado por um vídeo que apresentou, de forma musical, o consolo de Maria, Mãe de Jesus, à mãe de Judas Iscariotes, mostrando que a solidariedade é, muitas vezes, socializada nos momentos de plena dor.
 
 
 
 
Mas o momento forte da noite foi quando alguns dos participantes se levantaram com faixas representando “chagas” modernas da sociedade, tais como: criminalização dos movimentos sociais; extermínio da juventude negra; racismos e intolerâncias; invasão de terreiros; reforma da Previdência; exclusões; violência contra a mulher; agrotóxicos; mineração; crianças sem lar... Para cada uma das faixas, outros participantes levantaram tochas de fogo, posicionando-se lado a lado com aqueles e aquelas que estavam com as faixas, de modo a simbolizar a importância de se levar luz a tais problemas sociais.
 
 
Homilia
 
A pregação da noite ficou por conta do pastor Inácio Lemke. “É missão da comunidade cristã o anúncio da esperança e da paz. Mas não podemos ignorar que no contexto em que vivemos há uma ausência de paz, mas o movimento ecumênico precisa anunciar a esperança”, afirmou.
 
Logo após, a reverenda Sonia Mota, representando a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), propôs um gesto concreto de solidariedade a uma pessoa que vem sofrendo ameaças e perseguições em função de sua crítica ao fundamentalismo religioso. “Entre nós, há muitos perseguidos e perseguidas... Nós estamos acompanhando um caso no estado do Rio, e eu gostaria de propor que a coleta da noite fosse integralmente destinada a esta pessoa”, explicou.
 
 
A celebração foi encerrada ao som da canção Povo Novo:
 
Lutar e crer, vencer a dor, louvar ao criador!
Quando o espirito de Deus soprou
O mundo inteiro se iluminou
A esperança na terra brotou
E o povo novo deu-se as mãos e caminhou
 
Lutar e crer, vencer a dor, louvar ao criador!
Justiça e paz hão de reinar e viva o amor!
 
Quando Jesus a terra visitou, a boa nova da
Justiça anunciou: O cego viu, o surdo escutou
E os oprimidos das correntes libertou
 
Nosso poder está na união, o mundo novo vem
De Deus e dos irmãos vamos lutando contra a
Divisão e preparando a festa da libertação!
 
Cidade e campo se transformarão, jovens
Unidos na esperança gritarão. A força nova
É o poder do amor, nossa fraqueza é força
Em Deus libertador!!
 
Acesse a página do CONIC no Facebook para conferir outras fotos do evento.
 
Texto: Assessoria CONIC
Revisão: Raquel Colet