fbpx

XVIII Assembleia do CONIC aprova moção pela Educação

 
Reunidos entre os dias 28 e 30 de maio de 2019 para a XVIII Assembleia Geral Ordinária do CONIC, delegadas e delegados do Conselho aprovaram uma “moção de repúdio ao contingenciamento e cortes no orçamento da Educação e aos intentos do governo Bolsonaro de revogar o nome de Paulo Freire como patrono da Educação no Brasil”. A moção foi proposta pelo Conselho de Igrejas para Estudo e Reflexão (CIER).
 
Confira a íntegra:
 
São Paulo, 30 de maio de 2019
 
O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC), reunido em Assembleia Ordinária nos dias 28, 29 e 30 de maio em São Paulo/SP aprovou moção de repúdio ao contingenciamento e cortes no orçamento da Educação e aos intentos do governo Bolsonaro de revogar o nome de Paulo Freire como patrono da Educação no Brasil. Tais cortes tem por objetivo o desmonte da Educação que vinha de forma lenta, mas, gradual dando oportunidade de acesso à Educação pública e gratuita para pessoas de todas as classes sociais.
 
Em relação a Paulo Freire, o CONIC como organismo de igrejas ecumênico de âmbito nacional enfatiza a importância e relevância deste educador para o Brasil e para o mundo. Relembra que Paulo Freire aceitou o convite do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), pelo testemunho prático da pedagogia libertadora, para implantar o programa de Educação de base na, então recém- libertada (1969) colônia de Guiné Bissau. 
 
O olhar de Paulo Freire é de amorosidade e de encantamento pela Educação em contraste com o discurso beligerante, de ódio e de negação irracional da Ciência, do conhecimento e da verdade.