fbpx

Comissão da Igreja Ortodoxa Russa quer proibir "bênçãos de armas"

 
Ao longo dos anos, padres russos foram chamados para abençoar tudo, desde tanques até mísseis.
 
Membros de uma comissão do conselho da Igreja aprovaram revisões preliminares das regras sobre a bênção dos militares em uma reunião em Moscou, no dia 19 de junho.
 
"Armas de destruição em massa e armas não pessoais em geral não devem ser 'bentas'", disse o bispo Savva, de Zelenograd, um alto funcionário do Patriarcado de Moscou, citando a prática de abençoar mísseis, tanques e outras armas de grande escala. "É aí que a posição da comissão está em desacordo com as práticas dos últimos anos."
 
O bispo acrescentou, porém, que armas pessoais ainda podem ser "abençoadas" porque são usadas por soldados no serviço militar "para a proteção da pátria".
 
A tarefa da comissão era refletir a "prática centenária da Igreja a partir dos textos litúrgicos e históricos", disse ele.
 
As revisões estão em andamento há pelo menos dois anos, disse o bispo Savva. As propostas serão aprofundadas até o final de julho e enviadas às dioceses para aprovação final.
 
Fonte: The Moscow Times
Tradução: Wagner Fernandes de Azevedo/IHU Unisinos
Foto: Vitaly Nevar/TASS