fbpx

Possível incêndio criminoso destrói casa de reza Guarani-Kaiowá

 
Um incêndio destruiu uma casa de reza localizada Aldeia Jaguapiru, na Reserva Indígena de Dourados, na última segunda-feira, 8 de julho. O fogo queimou totalmente a estrutura de madeira coberta por capim sapé. Com pelo menos 17 mil moradores, a reserva de Dourados é a mais populosa do país. 
 
Os bombeiros foram ao local tentar impedir o incêndio, mas já era tarde demais. O caso está sendo investigado e o Ministério Público Federal foi acionado. De acordo com Ukuyoterena, morador local, o ataque na casa de reza pode ter sido criminoso, pois uma das famílias mais tradicionais da localidade está sendo pressionada a abandonar suas práticas culturais e religiosas
 
A casa de reza incendiada (ogapysy ou ongusu) é o ponto central dos processos de transmissão de conhecimentos deste povo e abrigo de seus objetos de culto. A comunidade está apreensiva, pois a casa tem um significado espiritual muito importante e, segundo explicaram, o incêndio destes objetos pode ter implicações que prejudicam as colheitas, o clima, os alimentos e, também, para a saúde deste povo.
 
O espaço queimado já recebeu eventos como o Encontro Nacional de Estudantes Indígenas, o Kunhangue Jeroky Guasu. Ali também eram realizados, diariamente, atividades para as crianças serem batizadas, benzidas. Também eram feitos tratamentos médicos tradicionais, além de orientação espiritual. 
 
CONIC com agências
Foto: Reprodução