fbpx

Filmes com temática religiosa aparecem na cerimônia do Oscar

 
Este ano, 2020, três filmes que trazem temas religiosos, implícita ou explicitamente, concorrerão a pelo menos quatro estatuetas do Oscar. “Superação: O Milagre da Fé” (Breakthrough) é um deles. O filme foi indicado para o prêmio de Melhor Canção Original por “I'm Stand With You”.
 
“Superação” conta a história do jovem John Smith, declarado morto pelos médicos após cair em um lago congelado. O episódio aconteceu em janeiro de 2015, em Lake St. Louis, pequena cidade no interior do estado do Missouri, nos Estados Unidos. 
 
Os outros dois são Harriet (PG-13) e A Beautiful Day in the Neighborhood (“Um lindo dia na vizinhança”). 
 
Harriet concorrerá como Melhor Canção Original (“Stand Up”, de Joshuah Brian Campbell e Cynthia Erivo) e Melhor Atriz (Erivo). Erivo fez o papel de Harriet Tubman, uma escrava norte-americana alforriada, metodista, que se tornou uma importante liderança abolicionista nos EUA.
 
Em “A Beautiful Day in the Neighborhood”, Tom Hanks concorre pelo papel de Fred Rogers, um pastor presbiteriano que, entre os anos de 1968 e 2001, fez muito sucesso na TV como apresentador de um programa infantil.
 
Mudança de hábito
 
Filmes com temáticas religiosas, cristãs ou não, são feitos desde o século passado. Nos últimos 10 anos, contudo, tais produções passaram a ter maior visibilidade e ganharam espectadores entre crentes e não-crentes. Uma das explicações é que, antes, apelavam diretamente a um público mais religioso e prendiam-se a histórias bíblicas. Hoje, são melhor elaboradas e há um deslocamento da temática bíblica para um enredo de dramas cotidianos.
 
Imagem: Reprodução / Harriet, 2019