fbpx

Seminário da CFE 2021 alcança público online de 50 mil pessoas

 
Entre os dias 28 de setembro e 2 de outubro, o CONIC organizou o Seminário Nacional de Formação para a Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE), edição 2021. O objetivo do evento foi capacitar multiplicadores e multiplicadoras, igrejas e comunidades, no tema e no lema da Campanha, respectivamente, “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade (Ef. 2.14ª)”.
 
Tudo foi transmitido pelo Facebook do CONIC.
 
Formação
 
Ao longo da semana, cinco pessoas convidadas, todas voluntárias, contribuíram para aprofundar as discussões, colaborando de maneira teórica e também motivando boas práticas para a CFE 2021. Os facilitadores e facilitadores, além de serem pesquisadores da área, são participantes do movimento ecumênico e vinculados às igrejas promotoras da Campanha. 
 
Perfis
 
Bruno Reikdal Lima foi um dos facilitadores. Doutorando em Economia Política Mundial (Universidade Federal do ABC), pós-graduando em Ciência Política (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo), com formação em Teologia (Instituto Cristão de Estudos Contemporâneos), é membro da Igreja Betesda. Camila Oliver foi outro nome: doutoranda em Comunicação e Semiótica (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), é professora assistente da Universidade do Estado da Bahia e integra a Aliança de Batistas do Brasil.
 
Também estavam reforçando o time o reverendo Cláudio Rebouças, da Igreja Presbiteriana Unida de Muritiba (BA), a pastora Odja Barros, que é teóloga feminista, doutora pelas Faculdades EST, atualmente integrante da Comissão Teológica do CONIC, e Edmilson Schinelo, teólogo, biblista, professor da Universidade Católica Dom Bosco (MS) e colaborador do CEBI.
 
Reações
 
Neori Rodrigues da Fonseca: 
“As falas destes dias são ao mesmo tempo brisa suave a arejar nossas mentes e corações e também vento forte a balançar nossas visões erradas.”
 
Maria Gloria Silva:
“Muito bem organizado o seminário, escolha dos assessores e assessoras, falas coerentes, reflexões profundas, parabéns a toda equipe da CFE.”
 
Vando Oliveira:
“Que falas maravilhosas as de Odja e Cláudio, nos chamando para uma igreja envolvida com a realidade do povo que sofre.”
 
Cida Almeida:
“Muito boas as reflexões. Triste realidade a que vivemos em nosso país: exclusão, racismo, violência, pobreza, corrupção. O que estamos fazendo se somos cristãos.”
 
João José Barbosa Sana:
“Que o Deus da paz e da justiça fortaleça os nossos propósitos e nos ajude na construção dessa maravilhosa campanha da fraternidade ecumênica 2021.”
 
Leticia Canavieira:
“Precisamos fazer ecoar o valor da VIDA! Nossa Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021 vai ser um rico e profundo momento para vivenciarmos o tema em nossas famílias, comunidades (paróquias, diocese), cidades.”
 
Alcance
 
Juntos, os materiais formativos, alusivos ao Seminário, alcançaram cerca de 50 mil pessoas.
 
Perdeu alguma coisa?
 
Se você não conseguiu participar de alguma atividade do Seminário, não se preocupe. Os vídeos estão todos publicados em nosso canal do YouTube, na íntegra e sem cortes.
 
1° Dia

 
2° Dia
 

 
3° Dia

 
4° Dia
 

 
O 5° dia, como dissemos anteriormente, não teve transmissão ao vivo.
 
Os documentos utilizados nas palestras foram esses aqui:
 
  • Apresentação introdutória - clique aqui para baixar (utilize nas formações das comunidades)
  • Análise de Conjuntura - clique aqui para baixar
  • A ponte é importante quando se faz a travessia - clique aqui para baixar
  • Sobre o que falamos pelo caminho? - clique aqui para baixar

O que é a CFE?
 
Realizada, geralmente, a cada 5 (cinco) anos, a Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE) é um evento nacional que reúne igrejas cristãs para, sob um mesmo tema e lema, trabalharem a questão da fraternidade, do diálogo, servindo como um testemunho da unidade cristã. O tema escolhido foi “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e o lema “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef. 2.14).
 
O objetivo geral da CFE 2021 é:
 
- Através do diálogo amoroso e do testemunho da unidade na diversidade, inspirados e inspiradas no amor de Cristo, convidar comunidades de fé e pessoas de boa vontade para pensar, avaliar e identificar caminhos para a superação das polarizações e das violências que marcam o mundo atual.
 
E os bjetivos específicos são:
 
- Denunciar as violências contra pessoas, povos e a Criação, em especial, as que usam o nome de Jesus;
- Encorajar a justiça para a restauração da dignidade das pessoas, para a superação de conflitos e para alcançar a reconciliação social;
- Animar o engajamento em ações concretas de amor à pessoa próxima;
- Promover a conversão para a cultura do amor em lugar da cultura do ódio;
- Fortalecer e celebrar a convivência ecumênica e inter-religiosa.