fbpx

Ato inter-religioso: Um Milhão de Velas pela VIDA

 
Caros e caras irmãos e irmãs,
 
Nos aproximamos do Domingo de Ramos, 28 de março. Dia em que celebramos em nossa Tradição Cristã a entrada de Jesus em Jerusalém e o reconhecimento, por parte da população que o recebeu, como o Mensageiro, o Príncipe da Paz!
 
Os fariseus pediram para Jesus calar seus discípulos. Em resposta aos fariseus, Jesus reagiu: “Se eles se calarem, as pedras gritarão” (Lc 19.39-40). Ao se aproximar de Jerusalém, Jesus chorou sobre ela, dizendo: “Se tu também tivesses sabido, neste dia, como achar a paz! [...] Mas infelizmente isso ficou oculto aos teus olhos!” (Lc 41-43).
 
O Domingo de Ramos lembra que nossa resposta à fé é a profecia como caminho para a paz. A paz, por sua vez, será fruto da justiça e do diálogo. Este foi o nosso compromisso com a Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE) de 2021.
 
Para celebrar o Domingo de Ramos, incentivamos o Dia Nacional da Solidariedade. Diante do ódio crescente, das falsas notícias, dos discursos anti-solidários, reafirmamos o amor à pessoa próxima como expressão de fé. Este amor se faz com gestos concretos pela Diaconia transformadora. 
 
Há diferentes formas de praticar a solidariedade: motivar a doação de alimentos e produtos de proteção individual, como máscaras, álcool em gel. 
 
Você também pode contribuir com as coletas realizadas pelas suas igrejas, comunidades de fé e organizações sociais que têm como objetivo o auxílio emergencial para grupos e pessoas em situação de vulnerabilidade. 
 
A solidariedade também pode ser realizada doando algum valor para a coleta para o Fundo Nacional da Solidariedade: Banco Bradesco, Ag.: 0484-7 CC.: 4188-2.
 
CELEBRAÇÃO INTER-RELIGIOSA
 
Para encerrar o Dia Nacional da Solidariedade, o CONIC, juntamente com o #RespiraBrasil, que reúne diferentes tradições religiosas, organizações e movimentos, realizará o ato inter-religioso Um Milhão de Velas pela VIDA. A atividade será transmitida pelo Facebook do CONIC, a partir das 19h30.
 
Convidamos você, sua comunidade, família, amigos e amigas para celebrar, meditar e realizar memória pelas mais de 300 mil vidas perdidas para a pandemia. Muitas destas mortes, sabemos bem, poderiam ter sido evitadas se decisões e compromissos políticos tivessem sido adotados em favor da vida. 
 
A frase de Jesus, pronunciada entre lágrimas, ecoa em nosso país: “Se tu também tivesses sabido, neste dia, como achar a paz! [...] Mas infelizmente isso ficou oculto aos teus olhos!” (Lc 41-43).
 
Divulgue, assista nosso ato inter-religioso e convide outras pessoas para assistirem: